18.12.13

Distância


Distância. Uma palavra que só de falar já dói, né? Dizem que para saber o valor de uma pessoa para você, tem que pensar em perdê-la. Mas não nos perdemos, né? Ainda somos a dupla de antes, melhores amigas, sempre. Eu aqui, você, do outro lado do mundo. Você ainda pensa em mim quando faz coisas que costumávamos fazer juntas? Ainda lembra-se de quando brincávamos de espiãs?
-Eu sou a verde!
-Ah, por quê?
-Porque sim, ué. Você é a vermelha, porque ela é loira, e você também.
-Mas a amarela é morena e você também, por que não é a amarela?
-Porque eu quero ser a verde... Por favoor!
-Tá bom, mas da próxima vez sou eu!
Era assim. Eu te entendia, você me entendia. Nossas brigas nunca foram significativas. Lembro que quando eu brigava com você por algum motivo idiota, as vezes ficava sabendo que você chegava em casa chorando. Por minha culpa! Isso me destruía, de verdade. Sabia que eu era tudo em que você se apoiava, e se alguém tinha que brigar era você comigo, por as vezes ser uma amiga muito pior do que você era (e ainda é) para mim.
A verdade é que eu te amo mais que tudo, e sei que posso contar com você para tudo. Mesmo se for pra ficar até as 23h acordada (sim, eu sei que para você isso é muito tarde) para conversar comigo pelo Skype enquanto aqui é 4 da manhã e eu estou quase dormindo no iPad.

Que nossa história dure para sempre. Se não for para sempre, que seja a melhor de todas até o momento de acabar (mas se eu não for madrinha do seu casamento, estamos acabadas u_u).
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...